Seguidores Google+

Pesquisar posts em Porto's Place

Translate

"Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?" (Fernando Pessoa)

Seguidores

domingo, 30 de agosto de 2015

Escreva

Escrevi o texto a seguir como legenda da imagem abaixo, em um post no Facebook. Recebi bons elogios, e assim achei interessante postar por aqui. Espero que também gostem.
 




"A cura pela fala, de Jaques Lacan se aplica também à escrita. Isso já foi mais que comprovado. Ao escrever organizamos nossa mente, atentamos melhor aos detalhes, questionamos a nós mesmos o quanto sabemos de algo, ou não.

Sigam a dica do professor Clóvis de Barros Filho:
--Senta e estuda!

Mas aproveitem para de vez em quando sentarem e também escreverem (ou digitarem) sobre qualquer assunto que lhes interessem, ou mesmo sobre o que entenderam de uma aula ou vídeo do professor.
Pra mim, é na escrita que cristalizamos nosso conhecimento. Muitas vezes me dou conta do quanto não sei sobre tudo quando a necessidade de escrever me atinge.

Não precisa ser uma obrigação, como uma lição de casa. De vez em quando escrevo sobre coisas que li ou assisti meses atrás. Depois do texto escrito, se por acaso releio o texto ou assisto novamente o vídeo que foram minha fonte, percebo mais nitidamente o que não entendi.

A mente é um motor, e quando escrevemos a colocamos em movimento. Não existe uma doença à espera de cura. São as idéias, os sentimentos, as memórias perdidas que ocupam espaço excessivo. Escrever é esvaziar-se para abrir caminho ao novo.

Como disse algum sábio que ouvi por aí:
"Não dá pra encher um copo que não está vazio".

Parece algo muito óbvio e superficial, mas se pensarmos na mente como um computador ou celular travando por ter muitos softwares em execução, fica claro que para se conseguir trabalhar neles de maneira eficaz será necessário fecharmos alguns dos programas ou apps. 

Para abrirmos a mente é necessário nos livrarmos do excedente. Escrever é um caminho que costuma funcionar bastante, pelo menos pra mim."

Poeta Porto